24.12.08

Mensagem de Natal

"Odeio esta grande parte da humanidade 'normal' que dia a dia destrói o meu mundo. Odeio as pessoas que são de uma grande bondade porque ninguém lhes deu a oportunidade de saber o que é o mal e então escolher livremente o bem; sempre me pareceu que esse tipo de gente bondosa é gente de uma maldade extraordinária em potencial. Os detesto, muitas vezes penso igual a Zelda e vejo-os como uns filhos-da-puta"
In: O mal de Montano, de Enrique Vila-Matas

Um comentário:

Ruy Vasconcelos disse...

um feliz natal, victor!

* * *

uma das boas sortes q. tive neste 2008 foi haver lhe conhecido naqueles dias abafados (mas maneiros) em são paulo.

abs.