20.2.09

Os poetas que me desculpem, mas beleza é fundamental

Os poetas cariocas são os mais bonitos do Brasil. Depois, pra cima e pra baixo, quase só há feios. Vá você a um encontro nacional de poetas. Em Florianópolis, eu não vou mais a lançamento de livro, nada disso. Compro na livraria. Compro tudo pela internet. Só vou agora a espetáculos de dança. O pessoal da dança tem um visual mais out, um cabelo mais in. Só fico reparando, dá gosto. Por outro lado, a poesia ensinou algo para a estética contemporânea, isso: o informe. E eu queria organizar um evento só de poetas feios. Só pra convidar o Carpinejar. Porque uma vez ele falou disso. Ele em relação a ele. Disse que não tinha mais culpa. Disse que uma vez escreveu um poema pra uma garota e não adiantou e isso então o fez pensar que seus poemas, ao contrário, deveriam ser perfeitos. Na verdade eu não lembro se ele disse exatamente isto, mas deveria ter dito. Fica o dito pelo não dito. E como disse o Vinícius de Moraes, que era um poeta bonito, afinal - e por isso não precisou aperfeiçoar muito a sua poesia - os poetas que me desculpem, mas beleza é fundamental.

4 comentários:

Carol Marossi disse...

Ih, essa conversa dá pano pra manga, isso sim! Os poetas cariocas podem ser os mais bonitos e também os mais sacanas deste lado da galáxia, rs.
Qto. aos paulistas nem me manifesto, mas acho que você deveria fazer um post similar sobre as poetas, Victor! :D

Beijos e bom telecoteco!

Victor da Rosa disse...

aí eu me comprometo, rsss

Anônimo disse...

eu acredito que é mesmo fundamental a beleza, mas melhor mesmo é quando se tem a inteligência fotográfica para tanto. o que não é fácil nos dias de hoje entre tantos tipos de miojo.
perfeito o seu post

Victor da Rosa disse...

desculpe, eu não entendi.