7.2.09

Seu Lima e a crise

Seu Lima é o dono de SEBO mais enrolador que eu já conheci. Teve um dia que eu quis comprar uma edição vagabunda do D. Quixote, aquelas edições da Abril, com capa dura, que são bonitinhas mas ordinárias, e o Lima quis me vender por R$20.

Vinte, Seu Lima? O sr. disse vinte? Eu ouvi bem? Isso aqui era brinde de revista.

Sim, era, mas agora não é mais.... É o preço de uma pizza por uma obra fantástica. Clássico universal. D. Quixote inventou o romance moderno. O preço de uma pizza.

Dia destes um amigo me apareceu com Vida: modos de usar, do Perec. Disse que tinha comprado por R$10. Pra quem não sabe, é um livro esgotadíssimo no Brasil. Procuro este livro há anos. Todo mundo procura. Eu pagaria cinquentão por este Perec. Sim, meu amigo comprou no Seu Lima. E depois de pagar com uma nota de R$20, esperar o troco e colocar o livro na bolsa, o tal amigo ainda jogou na cara:

Seu Lima, procuro este livro há anos.

Não sei o que Seu Lima respondeu, mas não me surpreenderia se fosse algo do tipo:

É, meu amigo, é a crise.

Um comentário:

Maiza disse...

ahah, o seu Lima é um pilantra! é muito conhecido por isso mesmo.