16.2.09

Uma questão de auto-estima

Semana passada teve um encontro entre o prefeito Dário Berger e vários representantes da classe cultural de Florianópolis. Eu não estava presente, pois não sou representante de nada e não tenho a mínima classe, mas fico sabendo das fofocas já que as fofocas sempre me interessam. E já não vou nestas reuniões porque - como não tenho classe - acabo dando uma sapatada no prefeito. Em tempo: prefeito, eu não gosto nada nada de você e quando você aparecer na minha frente eu vou te dar uma sapatada. Mas voltando. O assunto do encontro era a proposta de anexo da Fundação de Cultura da cidade às secretarias de Lazer e Turismo, aqui. Lá pelas tantas, depois que o mal-entendido foi resolvido, o prefeito não se conteve e disse que tudo aquilo não passava de um problema de auto-estima. Sim, disse o prefeito, os artistas de Florianópolis não têm auto-estima. Política pública virou psicanálise, de repente. Parece que um leve frêmito atravessou o coração de todos os presentes. Eu, particularmente, teria tirado meu all-star e teria mirado bem na testa do prefeito.

4 comentários:

Democrático disse...

eu não tenho classe foi a sacada!!

Victor da Rosa disse...

meio óbvio.

Maiza disse...

gentem, bafão.

* polifönica * disse...

e vc soube dessa agora de o LHS querer promover um festival de mágica na cidade? não é mesmo genial? =) ai ai ai ai. sapatada neles.
paula/moedasdeacucar.ciberarte.com.br