16.3.09

Sou um gênio da computação

Foi na semana passada, sábado de tarde.

Estava falando no telefone com um amigo e várias listras começaram a aparecer no monitor. Pensei que fosse interferência do celular, não era. Fiquei puto, continuei a escrever mesmo assim - na verdade, eu jogava xadrez nesta hora, atividade que realizo com mais frequência - mas estava realmente difícil. Estapeei o monitor e nada. Apertei todos os botões que ficam logo abaixo do visor, nada. Eu tinha um ensaio pra entregar e não escreveria uma linha sequer com o monitor assim psicodélico. Etc etc.

De noite, depois de muitas listras, saí. Fiquei enchendo o saco dos meus amigos dizendo que tinha listras no meu monitor. Fiquei durante a noite inteira tentando falar disso. De vez em quando dava um silêncio e eu tentava puxar o assunto. Nenhuma comiseração. Ninguém se interessava pelo assunto do meu computador. Só um amigo me disse que monitores geralmente não estragam. Disse só por pena. Mas foi a dica que despertou minha genialidade adormecida.

Cheguei em casa às duas da manhã e fui testar o meu monitor no micro do meu companheiro de apartamento. Ele já estava quase dormindo, cheguei na hora. Não poderia dormir com esta dúvida. Eu quis explicar toda a história e quando cheguei na metade ele já foi logo permitindo. Oh que alegria ver que meu monitor estava funcionando perfeitamente!

Então o problema é lá de dentro, pensei.

Abri meu computador. Havia muitos fios e muita poeira. Dei meia dúzia de sopros e uns petelecos em cada placa. Vôou poeira no meu olho. Não sabia exatamente qual era a placa de vídeo. Meu companheiro de apartamento também não sabia. Até liguei pra uns amigos, mas os celulares estavam desligados. Então sacudi o computador, posicionei de cabeça pra baixo, tudo que veio na cabeça. Técnicas das mais variadas. Liguei novamente e, pasmem, estava funcionando perfeitamente. Nenhuma listrinha. A tela lisinha. Etc.

4 comentários:

Mi Stakonski disse...

uau, que monitor alternet! depois das listrinhas, viriam as bolinhas.

Anônimo disse...

sinto muito lhe informar, mas as listras irão voltar. elas sempre voltam. mas valeu a sua glória de sentir-se gênio.

Victor da Rosa disse...

notícia triste

joao s disse...

gostei etc