21.4.09

Meu amigo de SP

Tenho um amigo de SP que me apresentou toda a lira: Mautner, Wisnik, Rumo, Premeditando, Itamar, Ná Ozetti; em troca, apresentei a ele a música da ilha: Dazaranha e Os chefes. Ele me apresentou Ugo Giorgetti, eu lhe apresentei Zeca Pires. Depois chegou a vez da poesia e ele me emprestou toda sua bibliografia de poesia concreta e eu logo lhe passei alguns versos do Alcides Buss.

Etc.....

10 comentários:

Anônimo disse...

Fala do Guga... Cada qual com as suas pérolas...

Victor da Rosa disse...

é verdade, ele me apresentou o rubens barichello.

Anônimo disse...

fala da vera fischer, do fernando scherer, do cacau menezes, do paulo zulu e de outros grandes talentos como esses para o seu amigo não se gabar. perto desses, verdadeiras celebridades, o que são esses outros que nunca ninguém ouviu falar? se ele não está feliz aqui, que volte pra terra dele.

Anônimo disse...

eu concordo. essa cidade seria muito mais linda e mais tranquila de se morar se não fosse essa gente de fora que vem aqui e fica achando que nós não sabemos de nada. volte para o seu lar. volte para lá.

jean mafra em minúsculas disse...

victor, querido,

essa tua atitude (recorrente) de vira-lata, usando o termo do nelson rodrigues, me lembra aquilo que há de pior na cidade em que vivemos, um desprezo radical por si. é meio triste, meio besta e muito provinciano. curioso é que igual a algo que me incomoda mais ainda: essa mesma atitude em relação ao brasil - justamente isso que fazem muitos paulistas "inteligentes" (os da folha mais).

___________________

tenho um amigo que diz que são paulo nunca quis ser brasil, e que desde 22 é assim (embora não concorde com ele, entendo seu raciocinio).

beijo me liga.

Anônimo disse...

é verdade, jean. pela ironia do victor ele acha q o zeca pires é pior que esse tal de ugo giorgeti. e que a música paulistana é melhor que a música catarinense. é a síndrome do vira-lata. nossa música é muito rica, possivelmente muito melhor do que todos esses nomes que ele citou. assim como os nossos cineastas são geniais. o problema é que não estamos no eixo rio-são paulo e nossos talentos vivem sabotados e desprezados por esse motivo. o próprio jean, um dos melhores talentos da música catarinense dos últimos tempos, só não ficou nacionalmente conhecido, ainda, porque vive fora do eixo da mídia. mas isso vai acontecer, e quando o jean se tornar o novo cazuza ou um novo caetano do país, pessoas como o victor e seus amigos, darão valor aos nossos.

Victor da Rosa disse...

mas eu nem fui irônico, estava só constatando as trocas culturais.

Anônimo disse...

não sei quem foi mais irônico, se o victor com o seu post, ou se o anônimo acima que disse que o jean será o novo caetano veloso. estou rindo até agora.

Anônimo disse...

lista de coisas boas em sc:
- silvio mansani
- brasil papaya
- cravo da terra (acredite, são da terra mesmo)
- e por que não tijuquera? tem mais alguns, mas que injustiça, esqueci.

cinema e poesia, realmente não é minha área, mas apelar para o zeca e o buss é covardia, né victor?

Fábio Brüggemann disse...

um amigo me presenteou com a hebe camargo, o sílvio santos, o edir macedo, todas as duplas sertanejas de ribeiráo preto e arredores, o ratinho. e eu, em troca, lhe dei o victor da rosa, numa só tacada.