29.4.09

o fim de tudo [um poema pessimista]

o fim do dinheiro
o fim da matéria
o fim da literatura
o fim do verso
o fim da pintura
o fim dos tempos
o fim da vida
o fim do jornalismo
o fim do namoro
o fim do cabelo
o fim da paciência
o fim da história
o fim do dia
o fim da noite
o fim do mês
o fim do jogo
o fim das utopias
o fim das esperanças
o fim do túnel
o fim da política
o fim do impresso
o fim da página
o fim da livro
o fim do blog
a onda agora é o twitter

11 comentários:

Anônimo disse...

esse poema é o fim da picada

jean mafra em minúsculas disse...

ahaahahahahahahahaha

os anônimos não estão com nada, mas esse comentário está com tudo!

Victor da Rosa disse...

não gosto de ironias.

André disse...

Poxa, Victor,

coloca aí "o fim da gripe suína". Tô meio apavorado aqui...

miimss disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
miimss disse...

Se o fim da gripe suína estivesse no poema, ele seria "um poema otimista".

jean mafra em minúsculas disse...

se esse "não gosto de ironias" foi pra mim, retiro o que eu disse.

ahaahahah

Pedro Bennaton disse...

em fim

Pedro Bennaton disse...

em fim

Anônimo disse...

e fim de papo

Anônimo disse...

eu também não gosto de ironias. por isso afirmo, o pop star jean mafra é o nosso novo cazuza. ou seria o novo renato russo? ou nosso novo caetano?