3.5.09

Diário de um secador

Depois de ganhar um turno, liderar os pontos corridos, ganhar o quadrangular final com certo conforto - a mesma pontuação da Chapecoense não significa tanta coisa - se o Avaí me perde este não-título no último jogo, com um frango do frangueiro, uh, será a derrota mais avaiana da história dos estaduais - sim, dos estaduais, porque um regulamento delirante deste.... A cidade, de sua parte, às onze da manhã - posso escutar, mesmo com a janela fechada, de um terceiro andar escondido, um carro passando com o hino aberto a todo som - a cidade já está em festa. No mais, hoje é torcer para o Fogão, mesmo sem o craque Maicosuel, e ao mesmo tempo secar o Corinthians, de olho na BAND, porque o futebol, como dirá sua mais velha e sábia filosofia, é uma caixinha de surpresas.

6 comentários:

Lucian disse...

Porra Victor, tu é muito perdedor, nenhum dos três. Dá uma secadinha aí no Inter para garantirmos a Copa do Brasil.

Anônimo disse...

o jeito agora é dar uma passadinha na fábrica de gelo ali debaixo da ponte e comprar um bloco daqueles grandes.

Fabricio C. Boppré disse...

Acho que esse foi o último post do Victor sobre futebol!

Victor da Rosa disse...

futebol é um jogo trágico.

jean mafra em minúsculas disse...

vitor,
tu torce pro figueira e vem querer secar o flamengo?!?

ah, vá...

Júlia Eleguida disse...

o infortúnio é a medida de todas as coisas.

ps amadeus mozart