4.5.09

Segunda é dia de futebol

Há duas coisas que o futebol paulista jamais terá: uma delas é o Maracanã, a outra é a torcida do Flamengo. Torcedores sempre são bem ridículos quando chegamos muito perto deles - por exemplo, quando algum repórter pergunta qualquer coisa a um torcedor, no meio da confusão, a maior elaboração que o sujeito consegue realizar é algo assim: Ahhhhh!!! Uhhhhh!!! - mas quando estão todos juntos, sem nenhuma subjetividade, batendo palma e pedindo bis, aí a coisa fica realmente bonita. Outra coisa é que ontem um amigo que torce para o Figueirense se fingiu de avaiano e foi comemorar na Beira-Mar, mas era muito fácil de identificá-lo, pois ele pronunciava Avaí ao invés de Avaê e gritava Leão da Ilha ao invés de Lião, Lião. E não tem nada mais redundante do que comemorar um título, mas não venham com este papo de que sou ressentido. Galeria fica dizendo: é campeão, é campeão, mas meu amigo, tipo, já estamos sabendo. E nesta semana o grande Vasco da Gama joga contra o Icasa, grande clube do Ceará, pela Copa do Brasil, precisando fazer gols pra classificar, de modo que o treinador vascaíno está pensando em escalar o Allan Kardec de titular porque o Vasco acredita nas ajudas do além, já que o Kardec faz gol e não assina embaixo, não, ele psicografa. Pior que isso, só a foto que chegou aqui - meu próprio afilhado corrompido, com a garrinha de leão e com a triste frase do pai: iniciando um futuro vencedor, cheio de conquistas e glórias. Não falo mais de futebol.

Um comentário:

Anônimo disse...

ah, não diz isso...