4.6.09

Passeata sem motivo

Sábado, agora, a partir das 10h, na frente da Catedral de Florianópolis, acontece a primeira passeata sem motivo de Florianópolis, organizada por Aglair Bernardo e Clelia Mello. A coisa é mais ou menos assim, cito: tudo em branco, nada a declarar, nada a pedir, nada a justificar. Ontem, antes de começar o Música Livre, tinha um pessoal entregando guardanapos todos brancos, o convite. Tem gente dizendo também que é uma passeata budista. O horário não é dos melhores, eu acho que deveria ser domingo de noite, pois assim poderíamos nos mobilizar para a própria Catedral, mas a galera está pensando em ir depois da náite, direto, bebendo whisky e catando - não cantando - qualquer coisa branca que encontrar pelo caminho. Eu vou pra ler um haicai no microfone. Se eu não for, mando um anônimo me representar.

25 comentários:

Anônimo disse...

esta passeata mostra bem a mentalidade conformista de "FLORIPA". não manifestam nada como se não tivesse nada pra manifestar nesta cidade cheia de problemas. eu vou e vou levar um cartaz preto!!

Anônimo disse...

Não é uma passeata pela paz?? eu li isso em algumlugar,,

Anônimo disse...

se tu não fores, podexá que eu te substituo, brod.

Anônimo disse...

eu acho um dos anônimos muito legais. é esse aí de cima. ele é tão cordial, né?

Anônimo disse...

Que erda é essa?
É o nadismo?
Quanta besteira fazer isso.
Que chatice.
Masturbação de antropologos que não fodem.

Nadia disse...

realmente deve ser meio chato. o dificil me parece é engolir o papo budista, esse ar de paz. no caos do centro, cheio de carros, os intelectuais lá, de branco, colhendo coisas brancas... que vergonha as vezes dá desses movimentos que tentam ser alternativos de forma tão besta.

Carlos Sant'anna disse...

Ir ou não ir, tanto faz, se se parte do nada, tudo dá em nada.

Edna de Sá disse...

Levem uma bola de futebol branca!
Talvez dê jogo!

Peter Brown disse...

É tudo que nossa juventude precisa, algo acrítico, asséptico e limpo.
Salvem esse movimento! Impeçam essa passeata conformista de acontecer.

ricardo f disse...

olha pessoal, eu acho que é uma performance elaborada por professores muito conceituados da universidade. não podemos tratar a coisa assim! mas a idéia do futebol é legal hein!

Carlinhos Brown disse...

E as cotas raciais?
Que preconceito isso de branco, devem ser universitários abastados, ricos e cultos.
Levaremos cartazes pretos e lambuzaremos os organizadores de lama.

Anônimo disse...

São todos eurocolonizados.
Levaremos ovos!

Anônimo disse...

Se é sem motivo não deveria ser divulgado. Pois a própria divulgação expõe o motivo, qualquer que seja este.
Jogada de marketing ou pesquisa acadêmica? É tudo uma coisa só. Perfeito, afinal as pessoas estão constantemente protestando...

Mano Black disse...

Estou dentro do futebol, mas eu jogarei no time preto.

Carlos Sant'anna disse...

Ricardo F, isso quer dizer alguma coisa? "Performance elaborada por professores muito conceituados da universidade"?
Que patético.
Então, se faz doutorado para organizar passeata sem motivo? Eles estão pesquisando com dinheiro público sem motivo? Aposto que no projeto para o CNPq o motivo estava muito bem orçado.

Lúcia disse...

Victor!
Tive uma idéia ótima!
Porque tu não lê os comentários do seu blog lá? Seria um mote interessante.

Anônimo disse...

notem a marcação dos minutos na marca de hora dos comentários. podemos perceber que uma pessoa só postou diversos comentários um após o outro. ricardo f, seu pilantra!

Jor 2008.1 disse...

As pessoas ficam colocando motivos onde não existem justamente "motivos". Sou aluno da Aglair, hje ainda conversamos, não tem nada dessa história de roupa branca, de budismo, de nada! Pode ir chique, simples, de preto, vermelho, branco, enfim. Nada se pede, nada se quer. É realmente uma "performance" urbana. Mas tá difícil pra entender. Esses anônimos não sabem o que é arte, o que é gestual.

Omar Piando disse...

Exato! Falou o que estava pra ser falado. Estes anônimos não entendem nada do que é o gestual.

Anônimo disse...

como assim não entendem o que é arte? esse tipo de comentário autoritário e classista me enoja . agora para entender de arte tem que achar legal uma passeata sem motivo? para entender de arte tem que gostar de performances só porque elas têm alguma sacadinha? na boa, esse tipo de pensamento reduz a arte a um discurso frágil e descolado do mundoo não acadêmico. temos zilhões de motivos para protestar, agora se querem fazer um protesto sem pauta nenhuma, sem causa nenhuma, sem fim nenhum, que o façam, mas aceitem que existe vida inteligente que pensa diferente.
agora eu me pergunto: que relação esse tipo de performance pretende estabelecer com o outro? sim, pois a performance é uma relação com o outro. por isso o povo da passeata sem noção (sic) pode até pensar que ficar catando coisas brancas seja um gesto evasivo, mas o público, esse logo vai ver uma função nessa catação toda: as margaridas e garis estarão sem uniforme.

ah, os anônimos entendem bem de gestual sim. ou vc acha que teclamos aqui com o poder da mente?

Ricardo F. disse...

Anônimo, anônimo.
Os horários dos comentários não dizem nada.
Tu se esqueceu que a internet é a zona da simultaneidade?
Ou tu acha que só pode entrar uma pessoa aqui por vez.
Milhares de pessoas entram nesse blog a cada minuto.
Mostre quem tu é. Eu não fiz esses comentários, aposto que foi tu.

Anônimo disse...

hahaha! esses comentários estão ficando melhores que o proprio blog!

Anônimo disse...

o raul antelo foi? pq o único professor muito conceituado sério que conheço.

Anônimo disse...

"....................? ..........................................!"

Luis Buñuel disse...

Sou fã da Aglair e da Clélia. Estou esperando o dia em que farão cocô em frente ao CCE da UFSC como forma de arte. Sugiro que na próxima intervenção, todos os que defenderam a "Passeata sem motivo" neste tópico estejam deitados em frente ao CCE neste momento, para receber o barro conceitual das duas.