8.6.09

Um Toc

Pessoal da Punctum, revista do curso de cinema da UFSC, está acompanhando os filmes do Fã. Há um bom editorial e um texto sobre o filme de Bressane, mas imagino que outras coisas entrem no ar ainda hoje. O endereço está aqui.

5 comentários:

Anônimo disse...

caramba, achei até que estivesse no site da contracampo. na internet nada se cria mesmo. mas aí foi só começar a ler o texto que vi onde estava.
de qualquer modo, valeu o toc.

Lucian disse...

Poderias ser mais claro, anônimo? Estás querendo dizer que o editorial parece da Contracampo e que a crítica é ruim, como tudo que é feito aqui em Florianópolis, é isso? Foi tu que comentou com o nome de Adriano lá?

Anônimo disse...

oi lucian,
não acho que tudo que aconteça em florianópolis seja ruim, tem coisas boas sim, inclusive acho que uma iniciativa como o fam (por mais problemática que seja) é uma das coisas boas que temos por aqui.
tb não comentei nada na punctum não e achei alguns textos recentes bem legais. uma tentativa de pensar o cinema. quando falei que parecia com a contracampo é porque o visual é praticamente igual, até a fonte parece ser a mesma, ou seja, é o mesmo padrão de layout. quanto ao editorial, não sei o que comentar. mas sei que a contracampo às vezes também tem seus poréns...

Lucian disse...

Ah sim, anônimo.
Olha, fui eu que criei a revista, mas hoje não faço mais parte dela. Indiscutivelmente a Contracampo foi desde o começo um exemplo (e concordo que ela tem seus poréns), mas nunca imaginaria que isso se refletisse no layout tambem, haha. A fonte é a mesma (Verdana), mas acho que ela é muito comum, não sei se dá pra dizer que copiamos deles. As estruturas dos layouts são completamente diferentes, a Punctum tem uma imagem de cabeçalho e um menu lateral, quase como um blog (usamos o Wordpress), enquanto a contracampo é mais assimétrica.
Enfim, acho que como revista a Punctum ainda é bem problemática, porque no fundo é mais um projeto pedagógico do que crítico, é a oportunidade para graduandos esboçarem alguma escrita. Mas pelo menos, como o FAM, é uma tentativa que pode ganhar corpo.

Anônimo disse...

então estamos de acordo, lucien. e parabéns pela iniciativa da revista, não conhecia e gostei de conhecer. acho que o curso de cinema da ufsc está formando bons críticos, espero agora bons produtores/criadores/autores/etecéteras.
ah, outra coisa, acho a contracampo um bom referencial para iniciar uma revista sobre cinema. sempre leio e aprendo um pouquinho com ela.