12.8.09

Diário de Gramado (IV)

Publicado no Caderno de Variedades, do DC, aqui

A equipe de Canção do Baal, longa da mostra competitiva, chegou segunda-feira em Gramado. É uma equipe com muito senso de humor, bastante heterogênea, meio anarquista, forte. A diretora, Helena Ignez, foi musa e atriz do catarinense Rogério Sganzerla e de Glauber Rocha, mas o catarinense está mais perto. A filha, Djin Sganzerla, faz parte do elenco principal. Ao ser perguntada sobre o peso dos pais, inclusive, Djin respondeu: "É assim, eu já nasci filha deles." De noite, Helena dedicou a exibição de Canção do Baal para Sganzerla. Aliás, nestes dois dias, acompanhando as coletivas com a equipe do filme, ouvi falar mais de Sganzerla do que nos últimos dez anos em Santa Catarina.

*

O personagem de Canção do Baal, interpretado por um músico, Carlos Careqa, parece uma mistura de Tom Waits com Macunaíma. Ou um Oswald de Andrade roqueiro, talvez. Há referências claras a estes imaginários, como a preguiça, o álcool e um modo rouco de cantar. Há muito no filme de teatro, música e literatura, mas também de cinema. Na coletiva, um dos atores só pediu o microfone pra divulgar seu livro de poemas. Está claro na proposta que não se trata de um cinema comum. É cinema-experiência. Helena estava vestida com uma camiseta do Jimi Hendrix e disse: "Para mim, o cinema é uma arte que poderia substituir as drogas" A conversa toda se resume nisso, talvez.

*

Depois da exibição aconteceu uma festa com cerveja de graça, como sempre, parece. Parte da equipe de Canção do Baal apareceu por lá. Helena Ignez, não. Levei uma cerveja pra Carlos Careqa, disse que era por minha conta. Ele respondeu rápido, sério: "Não gosto muito de beber estas coisas".

3 comentários:

Fifo Lima disse...

Victor, tenho lido o teu Díario de Gramado no DC e vim parar aqui no blog. Quem bom que você está aí. Dá uma pegada na Dira por mim.

Anônimo disse...

enquanto vc não trouxer notícias da xuxa não quero saber desse blog/diário.
beijinho, beijinho.

Victor da Rosa disse...

Fifo, meu caro: valeu a mensagem.

Anônimo: a Xuxa chega apenas hoje, quinta, mas já há três assessores na cidade desde o começo da semana cuidando dos preparativos. Ela não dará nenhuma entrevista, não dormirá em nenhum hotel de Gramado e apenas passará rapidamente pelo tapete vermelho. Parece também que vem em uma nave, tipo aquela do programa, mas aí já é especulação.