1.10.09

Nunca [duas entrevistas com João Cabral]



José Castello: Você certamente leu A angústia da influência, do Harold Bloom. Qual é a sua angústia da influência?

João Cabral:
Nunca li.

*

Bebeto Abrantes
: João, tem um outro assunto que me intriga: a história de você não ter muita afeição por música. Por outro lado, se você for ver sua poesia, ela está cheia de referências a vozes, dicções, sota-ques, “a voz do canavial”, “a voz do…”.

João Cabral: Não tinha notado, sabe?

BA: Mas eu acho que é engraçado, tem voz de cadeira, voz de pássaro rouco… tem uma série de momentos em que você faz re-ferência a isso, palavra, voz.

JC: Nunca tinha pensado nisso.

*

Há algumas semanas a revista Sibila publicou uma longa entrevista inédita com João Cabral de Melo Neto, material bruto do documentário de Bebeto Abrantes, aqui.

Nenhum comentário: