16.11.09

Ah como é lindo!

Acho que só pensamos na qualidade de uma peça de arte, seja ela qual for, quando a peça é ruim. Por isso Manuel Bandeira dizia aos aspirantes, talvez: leiam poemas ruins! Quando uma peça é excelente ou incrível, digamos, então parece que se posiciona um passo acima de qualquer discussão sobre o valor - vulgar, na maioria das vezes. Afinal, diante de uma grande peça, o único enunciado sobre a qualidade que podemos dizer e repetir - e depois repetir indiscriminadamente - é o enunciado mais idiota possível: ah como é lindo!

Um comentário:

Í.ta** disse...

este teu escrito, ah, como é lindo.

hahahahha