18.11.09

O poeta, em versos, declama:

Ninguém me lê
ninguém me ama
ninguém me chama
de Mallarmé

Um comentário:

Anônimo disse...

ninguém me chama de baudelaire...