4.12.09

EsQuentin Tarantino: um exemplo de coerência



É assim que faz um grande artista: não separa vida e obra. Quentin Tarantino faz filme de porradaria, todo mundo sabe, mas nem todo mundo sabe que ele vive arrumando briga com repórter pentelho.

Estou revendo quase todos os seus filmes e dei uma busca no Youtube agora pra ver o que encontrava de entrevistas, estas coisas. Depois de uma entrevista muito divertida que Michael Moore fez com Tarantino, aqui, eu só encontrei confusão.

Primeiro uma galera cantando Shame, shame!, aqui, mas há vários outros assim; depois uma cusparada e um dedo do meio para um repórter da MTV, aqui; e por fim um tabefe na câmera e um diálogo bem legal e absurdo, como em seus filmes, aqui

Tarantino é um exemplo de coerência. Apesar de não ser nenhum Kill Bill, está claro que procura fazer filmes como quem vive.

Um comentário:

Anônimo disse...

se o tarantino fosse mesmo coerente ele apertava o gatilho.