18.12.09

Um diálogo exemplar entre uma garota ruiva e outra quase loura

Man Ray, como você gostaria de ter ouvido o que eu ouvi alguns meses atrás em Genebra, onde uma galeria da cidade velha prestava uma homenagem ao Dadá. Lá estava justamente o seu ferro cheio de pregos, e enquanto a senhora lá de cima o contemplava com gélido respeito, uma garota ruiva mantinha este diálogo exemplar com outra quase loura:

- No fundo, não é tão diferente do meu ferro.


- Como assim?


- É, com este você se espeta e com o meu você se queima.


J. Cortázar

Nenhum comentário: