13.3.10

Os retratos de F.F.

O sujeito das fotos chama-se Félix Fénéon; é um crítico francês do século XIX, anarquista, inspirador d'Os moedeiros falsos, de André Gide, interlocutor dos pontilhistas, um dos motivos de um ensaio lindo escrito por Rosalind Kraus: Os papéis de Picasso, e um grande escritor. E estes retratos não são exatamente poses, digamos. Foram feitos, in locu, após a acusação de que F.F. teria deixado algumas bombas em uns cafés burgueses de Paris. "Notícias de três linhas", por sua vez, o título do blog, é o nome que F.F. deu a uma coluna de faits-divers onde noticiava, em pouquíssimos caracteres, e com fino humor, verdadeiros e falsos acontecimentos da baixa vida parisiense, procedimento que me provocou a imaginá-lo como o inventor do twitter, aqui.

Nenhum comentário: