15.8.10

A outra mão de Deus

O encontro entre Maradona e Kusturica, a princípio, sugere algo impensável: Kusturica é um cineasta louco que faz filmes ainda mais loucos e toca guitarra, enquanto Maradona é um argentino tão louco quanto os próprios filmes do Kusturica. No entanto, aos poucos, a primeira impressão (que nem é falsa, digamos) dá lugar a outras margens de leitura: Kusturica adora futebol - protagoniza uma bela cena com Maradona, em um gramado, quando faz um golaço de sapato - ambos tem posições políticas e até personalidades muito semelhantes e o cineasta ainda enxerga o jogador argentino, acima de tudo, como um personagem potencial dos filmes que realizou - no documentário, aparecem alguns trechos de Gato Preto, Gato Branco, Você se lembra de Dolly Bell? e outros filmes do cineasta sérvio.

Pode-se dizer que Kusturica, afinal, ao filmar Maradona, faz um documentário também sobre si próprio. Dizia Borges: Todo retrato é um auto-retrato. Kusturica começa o filme como um jornalista, quase um paparazzi (tal posição é tematizada pelo próprio cineasta, quando Maradona não lhe dá atenção, nos primeiros minutos do filme, nos primeiros momentos da relação dos dois, em um procedimento que já virou comum no documentário contemporâneo: o documentarista refletindo sobre o próprio processo) mas termina como um amigo do jogador, recebendo uma visita de Maradona na casa do filho. É a revelação, muito gradual, deste auto-retrato, deste jogo de espelhos, a meu ver, um dos fios que conduzem Maradona - e o título, dito assim de modo tão direto, sem qualquer outra indicação, parece dizer que só o nome do homem, e mais nada, já é o bastante.

Por outro lado, não surpreende que o documentário passe longe de ser uma peça convencional. Não poderia ser uma peça convencional. E não poderia ser por dois motivos, sejamos óbvios: primeiro, por Kusturica; segundo, por Maradona. Além de apresentar imagens e aspectos pouco usuais do jogador argentino - a sequência de Maradona cantando em sua igreja, sua adoração na Itália ou suas confissões sobre o uso da cocaína, mesmo que sejam aspectos conhecidos de sua biografia, ganham outras representações - o documentário também é conduzido por um ritmo alucinante, com imagens que vão desde os gols de Maradona até um grupo de mulheres fazendo striptease em sua igreja, cortado constantemente por uma mise en scene nonsense (e ficcional, suponho) de um casamento, realizado em um campo de futebol, segundo as normas da igreja maradoniana, dentre outras loucuras. E na linguagem de Kusturica, há de tudo: imagens de arquivo, entrevistas, muitas situações provocadas, muita música - há uma canção de Manu Chao feita para o filme - e alguma ficção. A desordem da narrativa - pontos de vista precários, câmeras sempre em movimento - finalmente reflete a vida.

Kusturica, de fato, não faz questão de esconder que, antes de ser um documentarista, é um fã, um fiel. As sequências de jogadas que Maradona realizou dentro de campo, repetidas sem nenhuma prudência - há algum jogador que realizou gols tão incríveis? - estão lá para repetir isso. Outras cenas, aliás, aparecem no documentário mais de uma vez; uma delas é a conhecida imagem do jogador mostrando os dois dedos do meio - da mão esquerda e direita - para a torcida. Não há procedimento que melhor represente a idolatria do que a repetição. Maradona, de fato, é representado como uma espécie de líder, um Deus. Com fragilidades, absoluto senso de humor e muitas contradições, como queira - o jogador diz que ter feito o gol com a mão foi como roubar a carteira de um inglês - Maradona aparece como se fosse um Deus.



+ Trailler | Trecho | Entrevista com Kusturica | Dancing Maradona

4 comentários:

Anônimo disse...

vou procurar o filme! valeu!

Júlia Eleguida disse...

gostei. adoro dormir nos filmes do kusturica.

Victor da Rosa disse...

como, com tanto barulho, você consegue!?

Zé disse...

Sr. Anônimo,

Aqui neste linque tem o filme.(Favor ver e deletar do computador em 48 horas, pelo menos assim é a lei).

http://mvdownloads.com/baixar/download-maradona-a-vida-de-um-genio-do-futebol-dublado-dvdrip/