15.11.10

Enquanto isso

Enquanto a inteligência brasileira discute quem deveria ter recebido o Jabuti, pautando o debate sobre a literatura contemporânea a partir dos depoimentos do Jô Soares, o argentino César Aira reclama da crítica elogiosa e nega um convite da Feira de Frankfurt, alegando que se trata de um evento "demasiado oficial".

P. Goza usted de un gran respeto dentro de la crítica argentina. Fue usted invitado a la última Feria de Fráncfort, en la que Argentina fue el país estrella, pero no fue.

César Aira: Sí, no quise ir, era algo demasiado oficial. Y sí, la crítica ha sido muy benévola conmigo. Son contadísimas las críticas negativas que recibí. No sé por qué. Quizás no soy tan bueno como yo creí. A un buen escritor, en el sentido de un escritor que inaugure algo nuevo, tendrían que criticarlo más. Siempre es bueno tener un enemigo. Justamente, el arte contemporáneo tiene una figura fundamental que es “el enemigo del arte contemporáneo”, que vocifera que son todos unos fraudes y unos vagos, que ganan millones con el esnobismo de la gente. Lamentablemente, en la literatura no tenemos este enemigo.


Entrevista inteira, aqui

5 comentários:

Pádua Fernandes disse...

Prezado victor,
é impiedoso comparar o Aira com essa gente.
Machado de Assis, simultaneamente criador da ABL e imortalizador da figura do medalhão, é que iria se divertir com a briga por prêmios protagonizada pelas editoras e autores brasileiros de hoje!
Você viu o abaixo-assinado para que Chico Buarque devolva o Jabuti? É de doer: http://www.PetitionOnline.com/1c2d3o4j/
Abraços, Pádua

Victor da Rosa disse...

Machado tem vários contos sobre isso, não é?
Não conhecia o abaixo-assinado.
Imagino que você tenha visto esta entrevista com o editor da Record. (http://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/830386-jabuti-e-concurso-de-beleza-diz-editor-da-record.shtml)
Abração,

Pádua Fernandes disse...

Sim, o Machado escritor, não o da Record, que apenas personifica o tema...
Eu tinha lido essa coisa na Folha. Vi como é a devoção silvestriana pela literatura: amor pelos prêmios. O Jabuti é tosco (um concurso em que as editoras premiam a si mesmas), mas esse choro pelo leite derramado é pior.
Abraços, Pádua.

Fabricio C. Boppré disse...

Parece que um dos divulgadores do abaixo-assinado é o Reinaldo Azevedo. E isso já diz tudo...

Victor da Rosa disse...

o trocadilho é realmente ótimo: agora não adianta chorar pelo leite derramado....