27.9.12

Pra que tanto veneno?

Pode-se acusar o jornalismo sensacionalista de qualquer coisa, menos de falta de imaginação. Um crítico londrino, no final da década de 40, definiu a cantora Carmen Miranda com as seguintes palavras: "Um cruzamento entre um bolo de casamento, uma árvore de Natal e uma floricultura"


Nenhum comentário: